Voltar

10 alimentos que previnem o cancro da mama.

Todos nós deveríamos seguir uma dieta equilibrada com muitas frutas, verduras, legumes e grãos formando um prato bastante colorido. Na prática, as coisas funcionam de forma bem diferente e a maioria de nós só percebemos a importância dos bons hábitos alimentares quando aparece alguma doença, entre elas, o cancro da mama. Segundo a nutricionista Débora La Regina, do Centro Paulista de Oncologia (CPO) "... as condições de saúde exigem tratamento especial, mas porque, na maioria das vezes, faltam nutrientes essenciais que ajudariam na prevenção desse tipo de cancro". 
Tome nota das nossas deliciosas dicas para colocar no prato e reforçar a sua saúde.
 

Mostrar Mais
Mostrar Mais
Mostrar Mais
Mostrar Mais
Mostrar Mais
Mostrar Mais
Mostrar Mais
Mostrar Mais

Curcúma (Açafrão-da-Índia)
A curcumina interfere na proliferação celular maligna de várias maneiras: inibe os efeitos dos fatores de crescimento tumoral, inibe proteínas envolvidas no ciclo celular e inibe a ornitina decarboxilase (ODC). 
A curcumina é capaz de induzir apoptose (morte celular) nas células malignas por mecanismos dependentes ou não dependentes da mitocôndria.

Frutas Vermelhas (framboesa, mirtilo, amoras)

Contém fitonutrientes anticancerígenos chamados antocianinas que retardam o crescimento de células pré-malignas e evitam a formação de novos vasos sanguíneos, que podem alimentar um tumor. Esses alimentos também são óptimas fontes de vitamina C, flavonóides e fibras, essenciais ao funcionamento do organismo.
 

Bróculos
Um estudo da Universidade de John Hopkins revela que comer diariamente 100 gramas de brócolos poderá reduzir significativamente o risco de úlceras e cancro no estômago.

"Todas as evidências indicam que comer brócolos ou rebentos de brócolos previne cancro nos humanos", afirma o investigador Fahey.
Investigadores da Universidade de John Hopkins, nos EUA, acreditam que grande parte do benefício preventivo dos bróculos vem dos altos níveis de sulforafane e de um componente denominado indole-3-carbinol.
 

Alcachofra
Uma pesquisa mostrou que o extrato de folha de alcachofra induz à apoptose (morte celular) e reduz a proliferação de muitos tipos de câncer, incluindo o  de mama. Um estudo italiano descobriu que os flavonóides da alcachofra reduzem o risco de câncer de mama.

Além disso é um óptimo depurativo orgânico, por isso, muitas das vezes utilizado em regimes de emagrecimento, colesterol elevado, e gordura no fígado.

 

Alho
O alho trava a progressão do cancro, tanto pela sua acção protectora em relação aos danos causados pelas substâncias cancerígenas, como pela sua capacidade de impedir as células cancerígenas de crescer.
Um estudo feito na China descobriu que adultos que consumiam alho cru como parte da dieta tinham 44% menos probabilidade de sofrer da doença. 

                   

 

Cerejas
Pesquisadores descobriram que as cerejas doces são uns lutadores contra o cancro, graças ao seu alto nível de um antioxidante chamado cianidina. cianidina é um importante eliminador do radicais livres e também pode promover a diferenciação celular, um processo importante na luta do organismo contra as células cancerosas.

Espinafre

Todos nós sabemos que Popeye se fez super forte por comer espinafre, mas poder-se-á surpreender ao saber que ao mesmo tempo, também ele se protegeu contra a osteoporose, doença cardíaca, cancro, artrite e outras doenças.

Trabalho científico mostrou que as mulheres que comeram espinafre pelo menos duas vezes por semana tinham metade da taxa de câncer de mama em comparação às mulheres que não comeram espinafre.

 

 

Chá verde
Vários estudos epidemiológicos têm mostrado um efeito preventivo em vários cancros do consumo de chá verde. Tem mostrado propriedades anti-cancerígenas em cancros como o da mama, o da próstata, da bexiga, entre outros. 

Um estudo sugere que o consumo de chá verde está associado a um melhor prognóstico em mulheres com cancro da mama de estágio I e II.

 

 

Romã
Incluir romãs no cardápio pode prevenir o cancro da mama e desacelerar o crescimento de novas células infectadas. É o que sugere estudo recente publicado na revista Cancer Prevention Research, da Associação Americana para Pesquisa sobre Câncer.

Em testes feitos em laboratório, os elagitaninos (grupo de fitoquímicos que pode ser encontrado em abundância nas romãs) inibiram o crescimento do cancro da mama. De acordo com os pesquisadores, os fitoquímicos elagitaninos inibem a enzima aromatase, responsável pela produção de estrogênio e que é fundamental para o crescimento das células de câncer de mama. 

 

 

Vinho tinto
Consumido com moderação, o vinho tinto reduz, de acordo com pesquisas, o risco de câncer de mama. No entanto, beber mais do que duas taças da bebida por dia pode aumentar o risco de câncer de mama. Moderação é, portanto, a palavra-chave. O vinho tinto também reduz significativamente os efeitos da radiação na mulher submetida a terapia de radiação contra câncer. Um estudo descobriu que o resveratrol do vinho tinto faz com que as células cancerosas fiquem mais susceptíveis ao tratamento de radiação ao mesmo tempo que protege dos danos da radiação as células saudáveis .

Cellvit

Cellvit

59,00 €Preço

Os melhores suplementos num só local.

Segredos da Saúde

Tel. 214 791 136

*para Portugal e ilhas
Portes grátis a partir de 30€*
0
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon

Telefone: ​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​+351 214 791 136

Segunda a sexta: 09:00h - 13:00h e 15:00h às 19:00h  

Sábado: 09:00h - 13:00h 

geral@segredosdasaude.pt 

facebook.com/segredossaude