Intolerância Alimentar

Glúten

e

Lactose

Intolerância ao Glúten e à Lactose

O que é a intolerância ao glúten?

O glúten é uma proteína presente no trigo, no centeio e na cevada. O organismo das pessoas intolerantes reage à presença do glúten atacando as células do intestino, causando inflamações e outros problemas intestinais.

Quando essa condição é mais grave, caracteriza-se por se tornar uma doença autoimune chamada de doença celíaca. Os sintomas dessa enfermidade são:

  • desconforto abdominal;

  • tonturas;

  • dores musculares;

  • enxaqueca crónica;

  • comichão na pele;

  • alterações de humor.

Por conta da inflamação intestinal, a intolerância ao glúten deve ser tratada de forma adequada, a fim de evitar a desnutrição e outras complicações. Em crianças, caso não seja devidamente controlada, a doença celíaca pode afetar o crescimento e o desenvolvimento delas.

 

O que é a intolerância à lactose?

A lactose é um tipo de açúcar presente no leite da maioria das mamíferas. Para ser digerida e absorvida, é necessário que o intestino tenha uma enzima específica: a lactase.

Essa enzima é produzida pelo organismo, contudo algumas pessoas, principalmente na fase adulta, têm essa produção reduzida. Dessa forma, ao consumir leite e derivados, a lactose fica parada no intestino, causando diarreia, que é uma maneira de o corpo eliminá-la.

Além disso, a lactose serve de substrato para as bactérias do intestino grosso que fermentam esse açúcar, gerando gases e ácidos que, por sua vez, causam mal-estar, vómitos, dores, náuseas, flatulências e distensão abdominal.

 

Qual é a relação entre elas?

Por causar danos severos às células intestinais, a intolerância ao glúten pode levar à intolerância à lactose. Isso porque ao inflamar e lesar o intestino, a presença das enzimas responsáveis pela digestão de açúcares, incluindo a lactase, é reduzida.

Devido a essa situação, quem tem a doença celíaca deve ficar atento ao consumo de leite e de laticínios. A boa notícia é que, com o controle da intolerância ao glúten e a restauração da funcionalidade do intestino, na maioria dos casos, é possível a pessoa voltar a ingerir alimentos com lactose.

 

Como controlar as intolerâncias a glúten e lactose?

Em ambos os casos, é necessário o acompanhamento médico e nutricional. Para além disso, já existem suplementos que dão uma valente ajuda e permite ter mais liberdade alimentar. Mas, geralmente, na parte da alimentação, é preciso restringir os alimentos da seguinte maneira:

Glúten

Como dissemos, essa proteína está no trigo, na cevada e no centeio. No entanto, muitas vezes, esses cereais são armazenados ou fabricados com outros que não têm glúten, gerando a contaminação cruzada. Por isso, ao consumir um alimento industrializado, observe no rótulo se ele contém glúten ou não.

Lactose

Diversos alimentos têm leite ou derivados na sua composição. Nesse sentido, vale a mesma dica anterior de olhar os rótulos e verificar se há a presença desses ingredientes. Dê preferência aos que estão especificados que não contêm lactose.

Vale lembrar que para quem tem alergia à proteína do leite de vaca, os itens sem lactose ainda podem conter as proteínas do leite. Portanto, redobre a atenção!

As intolerâncias a glúten e lactose podem complicar a vida de quem as têm. Porém, são condições que, seguindo o tratamento certo, podem ser controladas. Dessa forma, os portadores devem ter dieta personalizada e adequada.

Os melhores suplementos num só local.

Segredos da Saúde

Tel. 214 791 136

*para Portugal e ilhas
Portes grátis a partir de 30€*
0
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon

Telefone: ​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​+351 214 791 136

Segunda a sexta: 09:00h - 13:00h e 15:00h às 19:00h  

Sábado: 09:00h - 13:00h 

geral@segredosdasaude.pt 

facebook.com/segredossaude